Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

SOBRE AS CONFERÊNCIAS NACIONAIS

Segundo a estudante de Ciências Biológicas da UFPB e representante do COJEMA-PB, Andressa Ribeiro de Queiroz, 23 estudantes de vários municípios da Paraíba representaram o Estado na 2ª. Conferência Nacional Infanto-Juvenil de Meio Ambiente, realizada em Brasília, durante os dias 23 e 27 de abril de 2006. "O evento foi um processo dinâmico e contínuo de discussão e debate entre adolescentes de 11 a 14 anos das escolas públicas e privadas de todo o Brasil sobre temas de preocupação mundial como biodiversidade, mudanças climáticas, diversidade étnico-racial e segurança alimentar e nutricional, estimulando o pensamento crítico e a participação mais ativa na sociedade. A partir do esclarecimento e sensibilização dos adolescentes sobre a problemática ambiental foi feita uma carta de responsabilidades entregue ao presidente Lula", contou. Já a especialista em Educação Ambiental e técnica da Secretaria Estadual de Educação, Vitória Régia Alves de Souza, informou que adolescentes que faziam parte do Movimento de Meninos e Meninas de Rua e que viviam em comunidades quilombolas, indígenas e em assentamentos rurais da Paraíba também participaram do evento. "A delegação da Paraíba teve uma participação muito importante na conferência nacional porque mostrou o grau de compromisso das nossas crianças e dos adolescentes com as questões ambientais. São jovens que já vêm desenvolvendo projetos e ações em suas comunidades e que puderam conhecer e compartilhar diversas vivências", avaliou.

“A 1ª. Conferência Nacional Infanto-Juvenil do Meio Ambiente foi um momento importante, já que todos puderam ouvir o que os adolescentes de 11 a 14 anos pensavam sobre o meio ambiente e quais as suas sugestões para que pudéssemos viver em um mundo melhor, além de encaminhar uma carta ao Ministério do Meio Ambiente e ver as sugestões se transformarem em políticas públicas. Já na 2ª. Conferência Nacional, os delegados demonstraram um grau de conscientização e de compromisso com o meio ambiente que é muito maior do que era há 10 anos. Eles já têm o entendimento das informações sobre os impactos negativos do desperdício da água, da poluição dos rios e do lugar onde vivem. Para a 3ª. Conferência Nacional Infanto-Juvenil de Meio Ambiente, a Paraíba terá a participação de 25 delegados, dois a mais que em 2006, e a expectativa de uma participação ainda mais ativa. As escolas trabalharam suas propostas com base nas “Mudanças Climáticas”, discutindo os temas: Água, Ar, Fogo e Terra”, relata Luís Fernando Ribeiro Abrão, que foi acompanhante dos delegados nas duas edições anteriores da Conferência Nacional.

No processo da 3ª. Conferência Nacional que está sendo realizado este ano, Larissa Ramos, Luís Fernando e Vitória são membros da Comissão Organizadora Estadual / COE-PB e responsáveis pelo acompanhamento e pela análise das propostas enviadas pelas escolas.

 

Publicado por CJ às 08:23
Link do post | Comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Novembro de 2008

Entrevista com membro do COJEMA-PB

Algumas das principais iniciativas que demonstram a importância que a garotada vêm dando para as questões ambientais são: a criação do Coletivo Jovem de Meio Ambiente da Paraíba (COJEMA-PB) e a participação de adolescentes em conferências municipais, estaduais e até mesmo nacionais sobre o meio ambiente. Na Paraíba, cerca de 40 adolescentes e jovens fazem parte do COJEMA-PB e atuam em ações de educação ambiental nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Pombal. "É um trabalho feito em forma de corrente, porque cada adolescente que participa de um evento nacional, por exemplo, repassa o que aprendeu para outros jovens de seu município e eles repassam para as suas escolas e comunidades. Com isso, um maior número de pessoas acaba tendo acesso às informações que foram discutidas", explicou a estudante de Direito Larissa Maria Ramos de Albuquerque.

 

TUDO COMEÇOU COM UMA ATIVIDADE ESCOLAR

A estudante Larissa Maria Ramos de Albuquerque também é um exemplo de adolescente comprometida com o meio ambiente. Seu interesse pelas questões ambientais começou a surgir na escola, quando um professor propôs aos alunos da 5ª. série que fosse feita uma horta na escola. "Participei da atividade para conseguir uma boa nota na escola, mas depois comecei a gostar de discutir as questões ambientais e de participar de projetos de educação ambiental. Foi uma experiência que revolucionou a minha vida, que trouxe a reeducação de hábitos e a mudança de perspectiva sobre o meio ambiente. Há nove anos venho aprendendo a contemplar e a respeitar a natureza e o ser humano", contou. Depois dessa primeira experiência, Larissa foi convidada a participar da Feira de Ciências do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais) e de projetos de educação dos Ministérios da Educação e do Meio Ambiente, como o projeto "Protetores da Vida". Hoje, já terminou o curso de Recursos Naturais no Cefet (Centro de Ensino Tecnológico da Paraíba), participa do COJEMA-PB e trabalha na Secretaria de Meio Ambiente de João Pessoa. "Fazemos palestras em escolas porque sabemos que é na escola que os valores das pessoas são renovados. Levamos aos adolescentes as informações necessárias para que haja uma sensibilização sobre as questões ambientais. Nosso trabalho é abordar o meio ambiente na sua totalidade e discutir assuntos que fazem parte da realidade dos adolescentes como a questão do saneamento básico, da água, dos lixões e aterros sanitários, da poluição do ar e a importância do respeito mútuo", explicou.

 

Fonte: Papo Cabeça

http://www.portalcorreio.com.br/site/barra.php?site=23&tipo=canais

Publicado por CJ às 14:28
Link do post | Comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

A Escola Municipal Analice Caldas realiza o processo da III CNIJMA

A Escola Municipal Analice Caldas realizou no dia 10 de novembro de 2008, o processo de finalização da III Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, onde as Orientadoras Pedagógicas Deiserer e Conceição organizaram um cronograma de atividades para cada professor e então cada turma trabalhou um tema, preparando várias propostas que foram defendidas durante a realização da Conferência. Tanto Deiserer, como Conceição, incentivaram os alunos a desenvolverem as propostas com base em problemas ambientais visíveis ao ambiente escolar ou na comunidade. Ao mesmo tempo, os alunos visitaram a Estação de Tratamento da CAGEPA, o IBAMA e o CEFET, onde, respectivamente, os alunos tiveram informações sobre tratamento da água, preservação do meio ambiente e energia solar e eólica. Ao final da Conferência, a proposta escolhida pelos alunos foi a de se preparar a Compostagem, pois é mais viável reaproveitar as folhas das árvores dentro da escola e restos de alimentos deixados na feira livre existente no bairro para ser utilizada como adubo no plantio de hortaliças e estas serem utilizadas na merenda escolar.

Publicado por CJ às 18:07
Link do post | Comentar | favorito
Sábado, 8 de Novembro de 2008

A Escola Tharsila Barbosa da Franca realizou a Conferência Nacional Meio Ambiente

Ocorreu na E.M.E.F. Tharsila Barbosa da Franca, no Bairro do Grotão, Município de João Pessoa - PB, a finalização do processo de escolha dos delegados para a III Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, que teve aproximadamente 300 participantes entre alunos, pais, professores, direção escolar e especialistas. Na abertura das atividades, teve a apresentação dos alunos da escola que praticam capoeira.

 

Durante as apresentações dos grupos de trabalho, o que mais chamou a atenção foram os alunos do 5º. ano, com todo um entendimento sobre os temas Água, Ar, Fogo e Terra e a maneira como debateram as propostas. Os alunos falaram sobre a importância do processo realizado na escola, relatando que é essencial para a conscientização dos alunos e comunidade escolar.

A Diretora Escolar Fátima relatou que o trabalho para a realização da Conferência de Meio Ambiente teve como ponto essencial a feira livre que acontece próxima à escola, a poluição e a contaminação.

A expectativa com a conclusão dos trabalhos é a de se conseguir melhorar o envolvimento das pessoas com as questões ambientais que atingem o nosso bairro, principalmente os ocasionados pela feira livre.

Publicado por CJ às 19:41
Link do post | Comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

III Conferência Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente na E.M.E.F. Ulisses Maurício de Pontes

Relato enviado por Josélia Pontes Nogueira Silva, Coordenadora Pedagógica da E.M.E.F. Ulisses Maurício de Pontes.

Aos 15 (quinze) dias do mês de outubro de 2008 (dois mil e oito), na Esc. Mun. de Ens. Fund. "Ulisses Maurício de Pontes" localizada no Município de Sertãozinho, a partir das 13:00 h (treze horas) realizou-se a III Conferência Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente, cujo objetivo foi a culminância dos Projetos de Educação Ambiental planejados durante o ano letivo em curso. Houve a participação e integração por parte da Direção, Equipe Técnica, Educadores e Educandos do 6º ao 9º ano.

A referida Conferência teve início com uma coreografia sobre a Educação Ambiental, onde foi enfatizado a importância de se cuidar urgentemente do planeta terra, objetivando conscientizar os jovens e adolescentes sobre os cuidados com o meio ambiente.

Em seguida foram explorados pelos educandos com o apoio dos educadores os seguintes sub-temas: Ar, Água, Fogo e Terra. E para esta explanação foram utilizados recursos tais como: cartazes, data-show, música, peça teatral e recursos da própria natureza, etc.

Vale salientar que os temas acima relacionados e outros, foram trabalhados durante o ano letivo na escola supra citada, uma vez em que houve um incentivo e apoio da Secretria Municipal de Educação, quanto à formação da Com-Vida, sendo os membros dessa comissão: corpo docente da Escola ULisses, pais, alunos, secretária e membros do Conselho de Educação.

Mediante a urgente necessidade de se educar para a proteção ambiental, há interesse por parte do município em apoiar o Coletivo Jovem de Meio Ambiente.

No currículo das Escolas já foi inserido ações sócioambientais as quais são trabalhadas anualmente.

Durante o ano letivo as Escolas realizam projetos ambientais incluindo: palestras, conferências, marchas ecológias, além de outras atividades sócio-ambientais, de forma pontual.

Publicado por CJ às 15:27
Link do post | Comentar | favorito

COJEMA - PB

Editado por

Luís F. R. Abrão

Você é o nosso visitante

contador

Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Notícias Recentes

Águas residuais são foco ...

...

VIII Fórum Brasileiro de ...

Análise do Ciclo de Vida ...

Semana Municipal da Juven...

CJs participam do Encontr...

Caracterização dos Ecossi...

ISPN publica Manual Tecno...

As ricas caatingas

Por que dia mundial do m...

Arquivos

Março 2017

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Setembro 2011

Julho 2010

Junho 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Janeiro 2006

Links

Pesquise Neste Blog

 
blogs SAPO